sábado 23 de março de 2019

g vale R$ hoje

Cotação ouro

Conhecido como um dos investimentos mais antigos existentes, o ouro é um metal precioso que tem a sua cotação atualizada diariamente. O valor do ouro hoje pode ser muito diferente do registrado há um mês ou mesmo na semana passada. Isso acontece porque a procura e oferta do metal repercutem bastante na cotação. Mas também há outros fatores de influência como, por exemplo, instabilidades políticas e crises econômicas.

Como todo ativo, o ouro tem o seu preço variado de acordo com a relação entre a oferta e a demanda. Quanto maior a oferta de ouro, menor será o seu preço. O preço do metal precioso pode sofrer alteração devido a sua extração e produção, assim como a venda realizada por bancos centrais, bancos de investimentos e pessoas físicas. Do mesmo modo, quanto menor a oferta (mais escassa), maior tende a ser a cotação ouro. Do lado da demanda, o preço do ouro é influenciado basicamente pela indústria de joalheria e dos investidores no metal.

Em julho de 2015, o metal precioso alcançou seu nível mais baixo em cinco anos e meio. O preço chegou a cair a US$ 1.072,35 a onça-troy (equivale a cerca de 31g) em Nova York, valor não atingido desde 11 de fevereiro de 2010. Na época, o que influenciou na queda da cotação foi o anúncio de que as reservas de ouro da China aumentaram quase 60% nos últimos seis anos, segundo estatísticas que não eram publicadas desde 2009. A China é o primeiro produtor mundial de ouro depois de superar a África do Sul.

O exemplo do aumento das reservas na China demonstra que o valor do ouro está diretamente relacionado com o que ocorre no mercado e na economia em todo o mundo. Normalmente o que acontece numa determinada região do planeta “contamina”, ou melhor dizendo, influencia a cotação do ouro ao redor do mundo.

Conforme citado no início, as instabilidades políticas também influenciam diretamente no valor da cotação do metal precioso. Por exemplo, se um país está participando de uma guerra e é acometido por uma grande destruição, as conseqüências da guerra certamente farão a moeda do país perder valor, aumentando a procura pelo precioso metal.

Cotação do dólar e taxa de juros

A convencional e mais convincente relação entre o preço do ouro e a cotação do dólar é que um dólar forte leva a preços menores do ouro. Isso porque o dólar é considerado um investimento seguro, assim como o ouro. Portanto, com a moeda norte-americana se valorizando frente a uma cesta de moedas internacionais, o metal precioso deixa de ser uma alternativa para os investidores, derrubando o preço da cotação lá fora.

Já a variação da taxa de juros segue a mesma relação básica para todo tipo de investimento: quanto maior a taxa de juros, menor tende a ser a atratividade dos demais ativos financeiros perante ao investimento em títulos públicos. Isso ocorre porque o investimento em títulos públicos é considerado de menor risco. Logo, se ele apresenta alto retorno e um risco menor do que os demais ativos, a lógica é que os investidores prefiram esse tipo de ativo frente ao investimento em ouro, por exemplo.

Boa opção em crise financeiras

Você provavelmente já ouviu falar que o ouro é um excelente investimento nos períodos de graves crises financeiras, ou seja, em períodos de instabilidade monetária. Mas, se o preço da cotação está caindo no exterior, por que aqui no Brasil o preço tem aumentado? Por funcionar como uma reserva de valor, ele é tido por muitos investidores como um porto seguro nestas situações. Além disso, o metal é visto como proteção tanto em relação à inflação, quanto à deflação.

Primeiramente, vale à pena lembrar que o ouro é um bem físico. Ao comprar um contrato de ouro, de 250g da BM&F/Bovespa, por exemplo, o investidor pode optar por ficar com o ouro em certificado – nesse caso, a corretora faz um documento atestando que o ouro está guardado em um banco – ou ainda pode retirar a sua “barrinha” de metal e guardá-la em um banco ou até em casa. Em situações extremas, possuir o ouro em espécie pode significar evitar o confisco do governo e até servir como moeda em situações extremas.

No Brasil, a correlação entre o ouro e o Índice Bovespa (Ibovespa) não é negativamente perfeita, mas a demanda pelo metal em períodos de crise sempre aumentou.

Agora que você já sabe tudo sobre a cotação do ouro, vale à pena dar uma estudada nos últimos preços da cotação e comportamento do mercado e economia internacional para comprar a sua primeira 'barrinha', o que acha da ideia? Não deixe de conferir o valor do ouro hoje em nosso site.